tendências da gastronomia - massasO mundo, por conta das novas gerações e sua mentalidade mais sustentável e também da completa modificação na dinâmica das relações humanas criada pela internet, está passando por enormes mudanças. Em gastronomia, não poderia ser diferente – em lugar de uma ou duas tendências principais, podemos esperar mudanças frenéticas em 2016 e depois disso, com vários segmentos sendo criados, fornecedores e práticas sendo transformadas e novos padrões sendo impostos.

Separamos e comentamos algumas das tendências observadas pela Associação norte-americana de Restaurantes (NRA) e juntamos alguns de nossos pontos de vista no mercado, criando essa lista de 20 tendências da gastronomia para ficar de olho este ano.

Açougues e peixarias locais

tendencias da gastronomia 13Restaurantes, chefs e até lanchonetes, pressionados pela onda do “mais fresco”, estão restabelecendo antigas relações com açougues, peixarias e mesmo pescadores locais. A onda é o desenvolvimento regional. Se você possui um estabelecimento no segmento, deve estar atento para um cliente que, ultimamente, é capaz de identificar o sabor de carnes e peixes não congelados com maior facilidade – e exigir uma comida mais saborosa.

Lembra-se daquele pequeno açougue no bairro que seu pai e sua mãe frequentavam? Está na hora de você arrumar uma reunião com o dono.

Chefs em domicílio

tendencias da gastronomia 12A tendência cresce, e não apenas entre ricaços. Existem churrasqueiros, chefs que preparam hambúrgueres em domicílio, pizzas em condomínios e outros. Há duas formas de encarar essa tendência: disponibilizando seus chefs e atendendo você mesmo, para melhorar a imagem e marca de seu estabelecimento; ou perdendo clientes em seu restaurante ou lanchonete para outros que atendem em casa. O meio-termo não parece funcionar.

Food trucks

tendencias da gastronomia 11O Brasil ainda engatinha nesse sentido, e possui certamente algumas restrições legais e perniciosidades que afastam alguns investidores do segmento. Contudo, veio para ficar. Se o seu restaurante ou comércio não pretende ingressar nessa moda, talvez um acordo ou parceria com food trucks existentes seja uma saída interessante.

Conheça a história do food truck e da comida de rua e faça sua escolha!

Vegan

tendencias da gastronomia 10Pratos veganos, antes apenas oferecidos em restaurantes vegetarianos e especializados, estão se tornando mais frequentes. Ninguém precisa possuir necessariamente um cardápio inteiro para esse público, mas incluir algumas opções em seu menu pode ser uma ação inteligente.

Ingredientes artesanais

tendencias da gastronomia 8Geleias, pickles, compotas, molhos… feitos “em casa”. Ninguém mais quer sair de casa e comer “molho de caixinha”. Assegure-se de que sua lanchonete ou restaurante possui molhos e itens com “cara” de caseiros, e feitos no próprio local. Além do apelo à clientela, você ainda pode conseguir alguma renda extra, comercializando diretamente esses molhos e preparados, em embalagens para levar.

Cozinha étnica

tendencias da gastronomia 1O Brasil possui grandes roteiros gastronômicos em suas principais cidades, mas algumas cozinhas internacionais apenas dão seus primeiros passos – e têm conseguido muitos adeptos. Apelar para pratos e métodos de preparo étnicos e regionais pode funcionar para alavancar a clientela: tailandeses, africanos, caribenhos e de outros lugares.

Ambientes intimistas

tendencias da gastronomia 4O brasileiro, cada vez mais, quer proximidade com o chef e a equipe do restaurante. Quer conhecê-los. Programas de TV intensificaram esse desejo. Tente criar ou adaptar a atmosfera de seu restaurante para que ele proporcione o sentimento de pertencimento em seu cliente. Dentre as tendências da gastronomia, talvez essa seja uma das mais fortes, com a popularização de programas como Masterchef.

Salsichas e embutidos

tendencias da gastronomia 7Muitos restaurantes, bares e lanchonetes começaram a produzir suas próprias linguiças, salsichas e outros embutidos. O apelo é forte e a venda tende a ser não apenas boa em termos de volume, mas lucrativa. Os equipamentos usados são baratos e os ingredientes não fogem ao comum, mas o preço de venda pode ser ótimo para seu negócio.

Sustentabilidade

tendencias da gastronomia 5“Dizer” que é sustentável apenas não cola mais, é preciso agir de forma sustentável. Seus clientes, cada vez mais, querem saber da origem dos produtos que você vende, da sustentabilidade no método de preparo e da destinação que você dá a sobras e rejeitos. Informe-os e jogue limpo com eles.

Lanches artesanais

tendencias da gastronomia 3O hambúrguer dito artesanal, ou “gourmet”, é um segmento que certamente está entre as tendências da gastronomia – mas há gente demais e o setor começa a mostrar sinais de saturação. Se você atua no ramo, é preciso ser criativo e, acima de tudo, passar de verdade a imagem de artesanal ao cliente, não apenas no lanche em si, mas também no ambiente e nos métodos de preparo.

Tendências da gastronomia em constante evolução

tendencias da gastronomia 2O ramo de food service está em constante evolução, mas observando essas 10 tendências da gastronomia que citamos, e mais algumas que colocaremos logo a seguir, é possível ver claramente: o segmento está em constante evolução. Pode-se argumentar, dizendo que ele sempre esteve assim – mas a evolução agora é mais rápida e não pode correr apenas de forma linear, é preciso evoluir diariamente e em vários aspectos.

Para você que quer evoluir e caminhar junto com o cliente nessas tendências da gastronomia, há mais dez pontos que você deve acompanhar ao longo deste ano:

  • Oferta de cortes de carne diferenciados. Pesquisar sempre formas de cortar e dividir peças e recorrer a açougueiros experientes nesse sentido.
  • Novos grãos e cereais. A soja não é mais sinônimo de saúde… outros grãos, como o quinoa, invadiram o segmento e ganham espaço em pratos de restaurantes famosos, e podem ganhar no seu também.
  • Contato com a fazenda. Deixe isso claro para seu cliente, mostre que possui contato com fazendeiros e que baseia seu cardápio nos produtos que eles oferecem.
  • Café-da-manhã. Muitas pessoas estão agregando um café mais reforçado à sua rotina. Ainda não estamos no nível de americanos e ingleses , mas tente oferecer mais do que “pingado e pão na chapa” na parte da manhã.
  • Cardápio infantil saudável – mas não intragável para os pequenos.
  • Também são tendências da gastronomia as hortas e pequenos cultivos do próprio restaurante, ou em suas imediações.
  • Temperos e condimentos diferenciados, fugindo um pouco do “cheiro-verde” brasileiro.
  • Doces sofisticados (que não o petit gateau, que já se banalizou).
  • Cafés gourmet, seja no final das refeições, em restaurantes, ou no balcão, em bares e lanchonetes. É preciso mais do que “vender” o café, é preciso contar histórias e mostrar variedade e sofisticação.
  • Sorvetes artesanais voltaram com tudo, embora o inverno agora deva dar uma atenuada na tendência. Ainda assim, ela deve voltar com tudo no segundo semestre.

Agora que você já conhece as tendências da gastronomia para 2016, compartilhe nos comentários: qual a sua aposta de sucesso para esse ano?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *