contratar um pizzaiolo

O mercado de pizzarias é um dos mais atrativos dentro do segmento de alimentação – os lucros podem ser altos, com preparo e ingredientes que em geral são simples – e a procura é imensa por parte do consumidor. Contudo, há alguns aspectos que podem tanto determinar o sucesso e sustentabilidade de uma pizzaria, como seu fracasso. Um desses pontos é certamente como contratar um pizzaiolo.

Uma das premissas de qualquer negócio na área de alimentos é um bom produto – e o pizzaiolo certamente representa isso dentro de uma pizzaria. Antes de avaliar currículos, é bom se basear em algumas referências de mercado. Por exemplo, há cursos de pizzaiolo que são reconhecidos e adotados como padrão pelas principais pizzarias do país, como o curso de pizzaiolos do Senac. Profissionais que frequentaram esse curso geralmente possuem um bom preparo e obediência às normas de higiene e prevenção de desperdícios, algo que todo restaurante considera essencial.

Ao contratar um pizzaiolo, esteja atento!

Há alguns pontos que exigem atenção ao contratar um pizzaiolo. Conheça abaixo os pontos que você deve observer para acertar na contratação de um profissional:

A massa

contratar um pizzaiolo - massaTalvez um dos aspectos mais importantes de uma boa pizza, a massa é necessariamente a alma do negócio no setor. Clientes mudam de pizzaria por causa dela, e embora a receita-base de uma pizza seja uma das mais simples tecnicamente, dentro do ramo de panificação e confeitaria, o modo com que ela é feita e a “mão” e os toques do pizzaiolo fazem grande diferença. Tente provar as massas de candidatos que passaram por uma triagem inicial antes de contratá-los.

O molho

contratar um pizzaiolo - molhoAssim como a massa, o molho é outro dos ingredientes-chave que fazem uma boa pizza. O preparo do molho é algo essencial para um pizzaiolo, e também deve ser testado antes de uma contratação, assim como a capacidade de armazenamento, conservação e produção desse item.

Velocidade

contratar um pizzaiolo - fornoUma pizzaria lida com pedidos que correm em paralelo e obtém sucesso e retorno à medida que consegue entregar e gerenciar dezenas de entregas ao mesmo tempo. O processo de confecção de uma pizza é algo muito parecido com uma linha de montagem – a capacidade do pizzaiolo de lidar rapidamente com a montagem e preparo da pizza e também com as receitas que a pizzaria serve são fundamentais para sua contratação. É bom realizar um teste de velocidade com os principais candidatos. Especialmente em dias mais movimentados e finais de semana, o pizzaiolo terá de trabalhar rápido – por melhor que seja uma pizza, estamos em uma ramo onde clientes não toleram demora e atrasos.

Criatividade

contratar um pizzaiolo - criatividadeÉ claro que como gestor de uma pizzaria, você precisa ter autoridade para definir receitas e ingredientes conforme o negócio prospere, ampliando lucros e reduzindo desperdícios, conseguindo retorno sobre todos os alimentos que adquire. Nesse momento, um pizzaiolo criativo faz toda a diferença. Criando receitas e sabores que possam ter um apelo maior junto à clientela, que atinjam um maior valor de venda, mas utilizem ingredientes relativamente baratos e comuns.

Experiência

contratar um pizzaiolo - experiênciaComo em qualquer outra ocupação, a experiência de um profissional conta pontos na hora de analisar um currículo e contratar um pizzaiolo. Buscando profissionais que possuam passagens em concorrentes, pizzarias que são referência ou mesmo em outras áreas do food service (o que mostra diversificação e versatilidade), você estará elegendo os melhores. Contudo, tente sempre averiguar referências com cuidado e, se possível, conhecer o desempenho e até mesmo as receitas das pizzarias pelas quais o candidato já passou.

Liderança

contratar um pizzaiolo - liderançaEm pizzarias maiores, o pizzaiolo geralmente comanda o fluxo de produção, confecção e até mesmo entregas. Para tanto, esse profissional precisa ter atributos de liderança e saber lidar com pessoas e equipes. O ponto de vista comportamental também é um aspecto importante a ser analisado ao contratar um pizzaiolo – ninguém quer um ditador, um molenga ou alguém desinteressado. O ideal é que esse  profissional possa lidar com coleguismo com os demais colaboradores. No caso de profissionais mais velhos, eles podem até mesmo servir de inspiração e “mentores” para ajudantes e auxiliares que desejem seguir carreira no segmento.

Além disso, é importante que você saiba onde encontrar esse tipo de profissional, por isso, disponibilizamos um material com bons lugares para encontrar o pizzaiolo ideal. Baixe a seguir:

contratar um pizzaiolo - botão

Cuidado ao contratar um pizzaiolo “artista”

É difícil, mas alguns pizzaiolos são tão bem qualificados que possuem quase um nível de “chef” nas receitas e nas pizzas que produzem e desenvolvem. Alguns deles criam técnicas próprias de abertura de massas, fermentação, adicionam ingredientes especiais e únicos ao molho e às massas e lidam com fornos de maneira diferente de todos os demais.

Mas cuidado: estamos em um ramo que não possui muito espaço para “artistas”. Pizzarias produzem um alimento relativamente simples, que possui um apelo junto ao público por sua conveniência. Quando a criatividade e a habilidade do pizzaiolo afetam a velocidade e a produtividade do negócio, você está diante de um artista – e eles são péssimos para o negócio.

Treinamento – antes e depois

É bom ter em mente que um pizzaiolo se faz aos poucos. Cada pizzaria deseja, ao mesmo tempo, possuir padrões e níveis de qualidade e serviço, e também possuir receitas e características únicas que a diferenciem da concorrência.

O pizzaiolo é uma peça fundamental em ambos os casos. Todo tipo de treinamento, capacitação e aperfeiçoamento que ele possua antes de sua contratação são fatores que pesam em uma decisão. Contudo, mesmo após sua contratação, o treinamento deve seguir sempre como uma prioridade. Novos estilos de massa e molho, ingredientes exóticos, normas sanitárias e de higiene e suas mudanças, capacidades de gerir equipes e pedidos, etc.

O pizzaiolo é mais do que um simples profissional nesse ramo. Ele está para a pizzaria como o chef executivo está para um grande restaurante. Inevitavelmente, ele se tornará a “assinatura” de sua empresa e, para tanto, ele precisa ter a sua assinatura como profissional, para lidar com os desafios e com a rotina do dia a dia.

Viu como contratar um pizzaiolo é mais complexo e importante do que parece? Agora que você já tem algumas dicas sobre isso, compartilhar conosco nos comentários suas dicas e experiências com boas contratações.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *