restaurante vegano capa

O vegetarianismo é algo que vem ganhando espaço no Brasil, principalmente entre o público mais abastado, desde o final dos anos 2000. Contudo, pelo menos nos últimos dois ou três anos, a culinária vegana, conhecida como “vegetariana mais radical” vem crescendo a toque de caixa.

Com um público cada vez maior e em busca de novidades, veganos ainda tem de manter sua dieta a partir do que preparam em casa ou então encarar pratos vegetarianos e veganos sem graça e sem dedicação, em restaurantes comuns.

Você, abrindo um restaurante vegano ou adaptando parte de seu cardápio para ele, estará oferecendo o que pouca gente oferece: comida de verdade, mas usando apenas ingredientes permitidos pelos veganos.

Não confunda com vegetariano

restaurante vegano 1O vegano é algo completamente diferente do vegetariano tradicional. Mais do que uma simples dieta, é um movimento de respeito aos animais que boicota todo e qualquer produto de origem animal para consumo humano – isso inclui laticínios, ovos e até mesmo óleos e gorduras.

No cardápio vegano, tudo precisa ser de origem vegetal – e se você pensa em adicionar pratos ao seu menu, precisa assegurar que as receitas não contenham nenhum traço de produto animal ou mesmo industrializado (já que praticamente todos os produtos industrializados utilizam proteínas e outros componentes animais).

Todo restaurante deveria contar com pelo menos algumas opções vegetarianas e uma ou duas opções veganas. Esse público comparece a locais junto com amigos que não necessariamente compartilham da mesma filosofia, e muitas vezes tem de comer “saladas verdes” e outros pratos genéricos pela falta de opção.

Oportunidade para restaurante vegano

restaurante vegano 2Até por conta dessa escassez de opções – 90% das redes de fast food ou mais não possuem um prato vegano sequer (batata frita não conta) e grande parte dos maiores restaurantes do país não possuem cardápio específico para o segmento – abrir um restaurante vegano pode ser um excelente negócio.

Se você já pensava na possibilidade e possuía um plano de negócio para tanto, essa é a hora de botar em prática. Os restaurantes veganos, e mesmo vegetarianos, ainda são poucos. Além disso, a maioria deles acaba fugindo à filosofia original.

Mas antes de você seguir a jornada, aqui vão algumas dicas e lembretes, para ajustar ou criar seu plano de negócio:

  • Seja autêntico. Se você é vegetariano e não conhece a doutrina vegana a fundo, pesquise mais. Contrate, se possível, pessoal de cozinha que seja vegano ou esteja acostumado a lidar com esse tipo de cardápio.
  • Represente seu público. O vegano não espera que um restaurante do gênero seja apenas um lugar para comer pratos sem qualquer traço de produto animal – ele espera que você seja um embaixador da causa e da filosofia dele. A partir do momento em que você abrir o restaurante, precisa se engajar: participe de reuniões, encontros, grupos de discussão nas redes. Tente sediar encontros de veganos em sua cidade e defenda posição em relação à causa.
  • Qualidade e frescor. Veganos não valorizam apenas pratos de origem vegetal – eles primam pela sustentabilidade. Produtos frescos e orgânicos de qualidade em um restaurante do gênero não são uma opção, são uma obrigação.
  • Pesquise público. A doutrina vegana está em franco crescimento, mas não há milhões de pessoas migrando para esse tipo de dieta. O público vegano geralmente possui poder aquisitivo alto, mas você precisa encontrá-lo e ganhá-lo. Pesquise bem o público antes de abrir seu estabelecimento, principalmente na hora de escolher o ponto.
  • Não seja insuportável. Nem todos que frequentarão seu restaurante são veganos ou radicais – alguns comparecerão convidados por amigos e conhecidos. Mantenha a filosofia em seu cardápio, mas não seja inflexível – permita que as pessoas comam boa comida, sem empurrar sua doutrina goela abaixo nelas.
  • Fuja do óbvio. Alguns pratos e substituições veganas são manjadas e estão em todo lugar na internet. Tente não copiar simplesmente o que todos já sabem – veganos gostam de ser surpreendidos.
  • Vá devagar. Como dissemos, um restaurante vegano pode preencher um nicho de mercado ainda pouco atendido no Brasil. Mas esse nicho também é pequeno (embora fiel). Não expanda rápido demais ou invista milhões até desenvolver um público frequente e conhecer o comportamento do meio na cidade na qual você estiver operando.

Comunicação

restaurante vegano 3Muita gente não aderiu ainda à onda vegana, mas procura saber mais a respeito. Como dono de um restaurante vegano, você será imediatamente considerado um expert no assunto. Com isso, é essencial que você possua uma boa comunicação e contato, tanto com clientes fiéis quanto com curiosos a respeito da filosofia.

Produza conteúdo vegano: mostre a clientes e sua comunidade como substituir alimentos animais, como utilizar vegetais do modo certo e como montar pratos conhecidos e famosos utilizando apenas os ingredientes permitidos na culinária vegana.

Mais pra frente, é possível até cogitar um blog, uma newsletter ou até mesmo um livro de receitas veganas – tudo isso promove seu restaurante e coloca você como referência nesse tipo de cozinha no Brasil (ainda há poucos com essa honra).

Maximizando sua receita

restaurante vegano 4O vegano médio é de alta renda, possui empregos que tomam seu tempo e valoriza a filosofia, dentro e fora de casa. Em supermercados, esse público ainda encontra poucas opções que atendam suas necessidades. Aí há outra oportunidade.

Cogite, mesmo no começo de seu negócio, montar uma pequena lojinha ou comercializar produtos em seu restaurante específicos para esse público.

Não pense em lucrar muito – afinal, produtos vendidos desse modo são um excelente marketing para restaurante. Então você pode vender molhos, preparados, pratos veganos por preços moderados, para que seus clientes levem para casa e divulguem sua marca e sua qualidade para outros veganos e até mesmo parentes e amigos que ainda não aderiram à filosofia, mas têm curiosidade.

Agora que você já sabe um pouco sobre a tendência do restaurante vegano, compartilhe nos comentários: você recebe muitos veganos em seu estabelecimento e tem pratos interessantes para oferecer a eles?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *