modelo de comanda

O nome comanda não poderia ser mais apropriado para o papelzinho que manda no restaurante e em todos os seus processos. É pela comanda que o chef de cozinha se norteia para cozinhar e é também por ela que o caixa realiza a cobrança do que foi consumido. Abaixo, conheça alguns modelos de comanda para poder escolher a opção certa para o seu estabelecimento.

Comanda de Papel

A comanda de papel é a mais tradicional em pizzarias, restaurantes, bares, lanchonetes e deliveries. Adequada apenas para negócios com baixo fluxo de clientes, devido à lentidão do processo manual, ela é encontrada em diversas apresentações. Confira algumas das opções:

Comanda impressa com discriminação por tipo de produto

O modelo de comanda com discriminação impressa por tipo de produto pode ser utilizado por quem tem um cardápio com poucas opções de pratos e bebidas.

Nesse tipo de comanda, o garçom contará com campos previamente preenchidos para agilizar o recebimento do pedido e alguns campos em branco, que podem ser preenchidos à mão. Além da discriminação dos produtos servidos e dos campos em branco, há também o espaço para preenchimento de quantidade e valor gasto.

modelo de comanda

Vantagem

Comandas com campos previamente preenchidos podem poupar tempo, facilitando o trabalho do garçom.

Desvantagem

Nesse tipo de comanda, há poucas opções de preenchimento e não há muito espaço para customizações. Logo, se o cliente quiser fazer alterações no pedido, o garçom terá que rabiscar a observação em qualquer canto do papel.

 Comanda impressa com campos em branco

Esse modelo de comanda tem campos simples e serve para qualquer tipo de estabelecimento do ramo alimentício com baixo fluxo de clientes. Todos os campos são preenchidos à mãos e são, portanto, completamente customizáveis.

modelo-de-comanda

Vantagens

Você não fica limitado às descrições de uma comanda com campos preenchidos e pode adequá-la à venda com bastante facilidade.

Desvantagens

O tempo que o garçom perde fazendo as anotações de cada campo pode ser um fator determinante para a queda do seu faturamento.

Além desses dois modelos de comadas de papel, você também pode optar por:

  • comandas sem pauta, feites em papel jornal (esse modelo funciona mais ou menos como o da comanda impressa com campos em branco e partilha de suas vantagens e desvantagens)
  • comandas divididas por grupos (e não tipos) de alimentos e bebidas, dentre muitas outras alternativas.

Comanda Eletrônica

A comanda eletrônica é uma versão moderna da comanda de papel. Com esse modelo de comanda, o garçom retira o pedido usando aparelhos como celulares, computadores ou tablets.

Modelo recomendado para pequenos, médios e grandes restaurantes, esse tipo de comanda otimiza processos de forma única, evitando erros ou fraudes. Além disso, a comanda eletrônica pode aumentar (e muito!) os ganhos de um estabelecimento.

São vantagens da comanda eletrônica:

  • A impressão automática sem fio em impressoras de produção ou telas
  • A possibilidade de cancelar, transferir produtos para outras mesas, corrigir pedidos, reabrir ou fechar contas
  • A integração a diversas balanças, facilitando os processos de um buffet
  • A permissão de pré-cadastro do cliente, muito útil para baladas e bares
  • O controle de comandas “em aberto”, que permite ao gestor detectar clientes que saíram sem pagar, setores sem pedidos e até pessoas que estão aguardando a conta
  • A permissão do isolamento de pedidos por setores da mesa ou nome do cliente, imprimindo cupons fiscais separadamente
  • A emissão de relatórios específicos para ela, que fornecem dados como: quantidade de clientes atendidos ou vendas por hora, comissão ou repique por atendente, descontos ou cancelamentos efetuados.

Desvantagem da comanda eletrônica:

A única desvantagem da comanda eletrônica seria o seu custo superior, se comparado à comanda de papel. Mesmo assim, se fizermos uma conta simples, é possível notar que o retorno do investimento é tão rápido, que essa desvantagem é facilmente compensada, mesmo em pequenos restaurantes. Por exemplo:

modelo de comanda - conta

Parece pouco, mas esse valor, em 365 dias se transforma em R$4380,00, o suficiente para pagar a comanda eletrônica ou, ainda, viajar com a família! Se considerarmos que no dia a dia do restaurante há muito desperdício devido a erros de anotação, fica bem claro que o valor da automação comercial não é uma desvantagem, certo?

Exemplos de usabilidade da Comanda Eletrônica

Agora é a hora de se colocar no lugar do seu cliente.  Acompanhe os cenários a seguir e veja situações em que ter uma comanda eletrônica em seu estabelecimento pode evitar muita dor de cabeça:

Cenário 1: A espera no restaurante

modelo de comanda - espera no restauranteImagine que você está em um restaurante, o estabelecimento está lotado e o seu pedido – feito há mais de 40 minutos – ainda não chegou. Isso é bem irritante! Pra piorar, quando o pedido finalmente chegou, não veio exatamente o que você pediu. É de fazer perder a fome! E, infelizmente, bem comum em muitos restaurantes.

A comanda eletrônica evita que esse tipo de problema aconteça. Ela agiliza os processo e reduz significativamente quaisquer erros que possam ocorrer durante a retirada do pedido.

Cenário 2: A moça do self service

modelo de comanda - selfserviceVocê decidiu almoçar em um buffet self service e uma bela moça, logo à sua frente na fila, flerta graciosamente com o funcionário responsável pela pesagem. Ao pesar o prato da moça, a discrepância é clara: R$15,00 na balança e R$5,00 na comanda de papel. Descontão, não? Você, no entanto, não teve tanta sorte e teve que pagar o que consumiu.

A automação comercial para restaurante não permite que esse tipo de situação aconteça. Com a comanda eletrônica é possível integrar a balança com o sistema para self service, impossibilitando fraudes ou erros de marcação do valor da pesagem.

Cenário 3: O “sem controle” na balada ou bar

modelo de comanda - baladaVocê está na balada, seu amigo já tomou umas e outras, não para de pedir bebidas caríssimas e, você sabe, ele não terá dinheiro para pagar a conta no final da farra. Situação nem tão rara assim, certo?

Nada absurdo também é você estar dançando animado e, de repente, se dar conta que perdeu a comanda.

Essas são situações muito comuns na balada. Mas com a comanda eletrônica elas são bem simples de resolver porque esse tipo de comanda possibilita:

  • estabelecer um valor máximo de consumo para o cliente
  • guardar no sistema o consumo anterior à perda da comanda, evitando prejuízos e permitindo que um funcionário transfira facilmente, de uma comanda pra outra, o que foi consumido.

Como você pode ver, embora os modelos de comanda de papel tenham suas vantagens, eles são bem limitados e podem trazer algumas desvantagens para o seu negócio.

Mas se você ainda estiver em dúvidas sobre se é a hora de optar pela comanda eletrônica, leia nosso artigo Guia essencial da comanda: por que dizer não ao papel! Nele você conhecerá ainda mais razões para investir em tecnologia na busca de sucesso para o seu negócio.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *