entrega de pizza - capa

A grande maioria das pizzarias brasileiras atua, quase que exclusivamente, no negócio de entrega de pizza – o chamado “atendimento delivery”. Tipicamente um alimento de conveniência, o negócio depende muito de entregadores e motoqueiros, e geri-los em conjunto com os pedidos e a produção é o segredo do sucesso no ramo. Contudo, antes que possamos penetrar mais no assunto, é preciso ter em mente os principais problemas e desafios enfrentados pelos gestores quando o assunto é entrega de pizza:

  •  Alta rotatividade entre entregadores e motoqueiros;
  •  Número de pedidos alto para o número de entregadores;
  •  Entregadores ociosos em determinados períodos e excessivamente ocupados em outros;
  • Problemas com clientes à distância;
  •  Confusões em endereços e referências;
  •  Falta de equilíbrio entre o número de entregas realizadas por cada motoqueiro;
  •  Problemas e defeitos com motos.

Há outras circunstâncias que devem ser analisadas, mas os tópicos acima mostram um pouco sobre a dificuldade de gerir essa importante parte do negócio em uma pizzaria. Cada um dos desafios possui algumas soluções, e até mesmo ferramentas, que podem otimizar sua empresa e transformar uma pizzaria literalmente em questão de semanas.

Rotatividade em pizzarias

entrega de pizza - moto

Motoqueiros e entregadores são trabalhadores que, muitas vezes, atendem a mais de uma pizzaria e, além disso, possuem um padrão de rotatividade alto. É difícil gerir o problema, mas não impossível. Motoqueiros, como outras classes de trabalhadores, valorizam a estabilidade e as condições de trabalho, mas muitos deles dependem de comissões ou são pagos por entrega, fazendo com que em dias de menor atividade – geralmente durante semana – eles procurem outras oportunidades de trabalho.

O ideal é manter parte da equipe estável e efetiva, enquanto extras podem ser acionados durante finais de semana e feriados. Isso garante a uma pizzaria entregadores confiáveis e treinados, sem que ocorram problemas por conta do movimento em dias com maior número de pedidos. A rotatividade entre os extras continuará maior, porém os funcionários efetivos irão tender a uma fidelização, por conta da conveniência.

Mas mesmo entre extras, há modos de motivar e garantir maior permanência dos profissionais na casa. Auxílio em reparos, combustível e itens ligados ao instrumento de trabalho do motoqueiro são um belo diferencial. É possível ainda oferece bonificações com o próprio produto da pizzaria – pizzas oferecidas aos que cumprirem mais entregas com melhor índice de satisfação dos clientes, para que os motoqueiros possam usufruir com suas famílias.

Sua entrega de pizza é organizada?

entrega de pizza - moto 1

Mais pedidos significam maior faturamento – ótimo. Contudo, também podem trazer muita confusão. Em pizzarias menores, muitas vezes a área de entregas e saída de pizzas para motoqueiros se confunde com o caixa, com a área de entrega de pizza a clientes e até mesmo com a área de trabalho do pizzaiolo.

É preciso organizar um espaço separado dentro da loja para que pedidos possam ser colocados em sequência, separados por distância de entrega e divididos entre os motoqueiros. Um único pedido entregue erroneamente para um dos motoqueiros pode dar início a uma sequência interminável de equívocos. Com pizzas entregues no lugar errado, motoqueiros têm de retornar para trocar o pedido, refazer rotas e o desperdício se torna mais alto. Pizzas nesse caso geralmente chegam ao cliente frias, o que também derruba os índices de satisfação.

Em pizzarias que possuam espaço, o balcão da área de entrega de pizza a motoqueiros deve ser grande o suficiente para formar “filas” para cada um dos entregadores. Assim, nenhum deles pega o pedido errado e endereços e produtos estão sempre à mão na hora de sair.

No caso de pizzarias que recebem pedidos online, via sistemas para pizzaria ou apps, também é recomendável separar pedidos feitos ao telefone daqueles que são feitos via website ou smartphones, para evitar confusão.

Entregadores ociosos

entrega de pizza - moto 2

Muitas vezes, quando chegamos à pizzarias de bairro, vemos um bando de entregadores e motoqueiros parados em frente ao balcão. Como em muitos lugares todos trabalham em um mesmo horário, a possibilidade de que haja momentos de grande ociosidade é alta.

Estabelecendo diferentes turnos para os entregadores você evita ociosidade e também consegue cobrir com maior facilidade períodos de grande atividade. Tente sobrepor os turnos nos horários mais movimentadores, deixando apenas metade dos motoqueiros de prontidão durante os períodos de demanda mais fraca.

Problemas com clientes

entrega de pizza - moto 3

Toda a comunicação entre motoqueiros e loja deve ser testada diariamente, para garantir que a maioria dos problemas com clientes possa ser solucionado à distância, sem que haja necessidade do entregador de volta à pizzaria para resolver questões pendentes com clientes.

Monitoramento da entrega de pizza

entrega de pizza - moto 4

Sim, é difícil controlar o trânsito e o desempenho de profissionais que estão sempre para cima e para baixo. Contudo, atualmente existem sistemas delivery que permitem monitorar entregas, possibilitando que você saiba quais estão em atraso, qual é o entregador responsável pelo pedido e muito mais!

Com isso, é possível prever a chegada dos próximos motoqueiros e organizar melhor os próximos pedidos, atualizar entregadores em trânsito a respeito de congestionamentos e dificuldades de movimentação em vias específicas e também medir, posteriormente, a eficiência de cada entregador e cada rota.

Motos – ativo compartilhado

entrega de pizza - moto 5

Se pensarmos direito, apesar de cada entregador possuir sua própria moto para o trabalho, o bem é praticamente um ativo compartilhado para as pizzarias. Se uma moto quebra, você tem um funcionário a menos e precisa correr atrás do prejuízo para manter o negócio rodando.

Uma boa forma de manter sua “frota” sempre em funcionamento é agir de forma compartilhada mesmo – oferecendo auxílio para motoqueiros manterem sua moto sempre em manutenção, com revisões em dia, evitando entregadores que possuam motos muito antigas ou com “pendura” no financiamento e, se os negócios estiverem rodando bem, inclusive acompanhando e mantendo em sistema e controle revisões, trocas de óleo, pneus e oferecendo uma bonificação ou extra para que os motoqueiros mantenham tudo isso sempre em dia.

São custos que podem parecer excessivos, mas certamente compensam no longo prazo problemas com clientes ou aquele entregador, que falta logo no pior horário de seu dia mais movimentado.

Agora que você já conhece medidas simples para fazer a gestão de sua entrega de pizza, compartilhe conosco nos comentários: qual é sua maior dificuldade quando o assunto é delivery?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *