mau atendimento ao cliente

Um dos fatores mais perigosos para a gestão de um bar é o mau atendimento ao cliente. É através do quesito atendimento que avaliamos se um cliente foi ou não fidelizado e, principalmente, se ele falará bem ou mal de seu bar.

Como um alerta, listamos a seguir algumas situações comuns no mercado que podem fazer com que bares e quaisquer estabelecimentos gastronômicos percam clientes. Tendo embarcado na difícil missão de “como montar um bar” tão corajosamente, você não quer isso, quer?  Saiba o que evitar!

Cuide da sua reputação e evite o mau atendimento ao cliente

mau atendimento ao cliente 5Só é possível evitar o mau atendimento ao cliente treinando bem sua equipe. É ela quem vai mostrar aos clientes como eles são importantes e bem-vindos.

Seja lá qual for o tipo de público que você atende, o cliente quer ser bem tratado. Ele também espera por um atendimento ágil e, muitas vezes, não admite erros. Por isso, quem está nesta frente precisa ser bem treinado para cuidar de sua marca e clientela com zelo.

Tenha em mente que tudo que seu cliente quer ao frequentar o seu bar é ter um momento de lazer, saciar a fome e ter uma experiência agradável.

O mau atendimento faz o cliente rejeitar o seu bar

mau atendimento ao cliente 4O que faz o seu bar ser bem sucedido não é só a capacidade de atrair clientela e a desenvoltura da sua equipe em atender muitos pedidos e mesas ao mesmo tempo.

O sucesso é mensurado quando seus clientes voltam e falam bem do seu bar porque gostaram muito do atendimento, ambiente, higiene, carisma do garçom, e etc.

Motivos para reclamações em seu estabelecimento

Demora no serviço

Essa é a reclamação mais comuns em bares quando o assunto é mau atendimento ao cliente. A demora é ocasionada pela falta de preparo da equipe e também ocorre quando o processo de atendimento não conta com um auxílio de um sistema para bar. É responsabilidade do estabelecimento treinar os funcionários, justamente, para evitar situações constrangedoras.

Garçom estressado

Como dito no item anterior, não dando conta de tanta gente para atender ou não sendo treinado para lidar com o público, alguns garçons podem até partir para agressão física e verbal. Neste caso, é você o responsável por todo e qualquer ato praticado pelos funcionários no seu estabelecimento. Se por ventura você não se sentir capaz de estabelecer padrões de atendimento e treinar sua equipe, você pode recorrer a órgãos como o SEBRAE para lhe ajudar neste preparo.

Cobrança indevida

O produto já foi pago e por descuido é realizada uma cobrança com redundância. Esta é outra discussão desnecessária com cliente que pode ser evitada. Basta que você se proponha a estabelecer padrões de agilidade com automação nos processos e treinamento.

Exemplo prático: Em nosso sistema para bar, aplicamos o conceito de agilidade, controle e integração do sistema, o que permite registro de pedidos de forma facilitada pelo seu funcionário.

Com a comanda eletrônica, o garçom tem o seu cardápio em mãos por meio de um smartphone ou tablet, e faz o pedido do cliente em minutos. Este pedido vai direto para as impressoras da cozinha e do caixa e o atendimento automatizado passa a evitar a lentidão comum que gera tanta reclamação.

Além disto, a comanda eletrônica permite controle nos pedidos, afinal, tudo fica registrado no sistema.  A automação elimina as chances de erros e desperdícios, além de fazer com que seus clientes fiquem mais satisfeitos.

No artigo Comanda eletrônica – Saiba o que é e a vantagem de se ter você pode entender melhor as vantagens que uma comanda eletrônica proporciona para seu atendimento. Recomendamos a leitura!

Consequências do mau atendimento ao cliente 

Acredito que lendo a lista a seguir,  você já entenderá o resultado de um mau atendimento ao cliente. Confira:

  • Reclame aquiUm dos maiores sites brasileiros de reclamações contra empresas e estabelecimento sobre atendimento, compra, venda, produtos e serviços;

  • Redes sociais – Também proliferam  reclamações nas redes sociais. Uma polêmica com o seu estabelecimento e o caso pode parar na mão das autoridades. Clientes reclamando e repassando para seus amigos, familiares e conhecidos a situação constrangedora que passaram dentro do seu estabelecimento são bem comuns e os fatos viralizam na web;
  • PROCON –  Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON).  é o órgão destinado à proteção e à defesa dos direitos e interesses dos consumidores. Exerce as funções de acompanhamento e fiscalização das relações de consumo;
  • Perda de clientela –  Nem precisa ir parar nas redes sociais ou mesmo Reclame Aqui, só de presenciar o mal atendimento, os clientes saem falando para amigos, familiares e quem vier a tocar no nome do seu estabelecimento. As impressões negativas sempre ganham maior proporção  se comparadas com os elogios que seu estabelecimento possa receber.
  • E não menos importante, também acontece o desgaste da equipe que, sem preparo ou perspectiva de crescimento profissional, acaba gerando o turn over ou, traduzido do idioma inglês, rotatividade de funcionários. 

    Se você tem funcionários sempre novos na sua equipe, nunca vai poder formar um gerente braço direito e muito menos garantir que os clientes fiquem satisfeitos com a desenvoltura do garçom e sua equipe de produção.

    Como evitar o mau atendimento ao cliente

    Foque no treinamento da sua equipe e automatize seus processos. Com essas duas iniciativas, você evitará problemas que prejudicam a sua marca e poderá fidelizar mais clientes, afinal, seu atendimento será ágil e sua equipe bem preparada para qualquer imprevisto.

    No artigo 5 dicas para escolher um programa para restaurante você vai encontrar maneiras para escolher um sistema adequado a sua operação.

    Outro artigo que recomendamos para ajudar no combate ao mau atendimento ao cliente é referente ao cardápio digital para auto atendimento. Neste artigo você entenderá como deixar o seu cardápio na web para que seus clientes façam seu próprio pedido via aplicativo personalizado com a sua marca. Vale conferir!

    [thrive_leads id=’3082′]

    0 respostas

    Deixe uma resposta

    Want to join the discussion?
    Feel free to contribute!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *